O que é LNT e como aplicá-lo de forma estratégica?

Levantamento de Necessidades de Treinamento ou LNT é, como o nome sugere, um processo para identificar quais são as dificuldades, lacunas e oportunidades de crescimento das equipes dentro da empresa.

Com a utilização do LNT é possível mapear falhas e traçar planos para melhorar a performance na organização como um todo, a partir da construção de um processo de desenvolvimento especializado por equipe, por área de atuação ou, até mesmo, por atividade.

Os principais benefícios do LNT são objetividade e assertividade na definição dos treinamentos, otimizando o tempo. Há, também, economia financeira, por investir em treinamentos mais assertivos e, ao final, um melhor desempenho da empresa como um todo, por realmente permitir que os treinamentos estejam focados nas deficiências identificadas.

Para realizar o levantamento é importante se atentar para quatro análises principais:

Primeiro, referente à própria estrutura da organização, levando em conta os aspectos ligados a missão, visão e valores que devem estar presentes nos treinamentos.

Segundo, estabelecer quais perfis de colaboradores e competências serão necessárias para que se torne possível alcançar os objetivos da organização.

Em terceiro, definir os cargos e estabelecer as suas competências facilitará a identificação de quais treinamentos são necessários para cada profissional, de acordo com sua entrega e o que é esperado dele.

Por último, identificar quais critérios serão utilizados para realizar a avaliação do programa de treinamento.

A partir dessas análises é possível conduzir de forma eficaz a aplicação do LNT. Para isso, existem algumas oportunidades na estrutura organizacional que podem ser aproveitadas para a aplicabilidade do processo, como, por exemplo:

  • No momento da contratação: aproveitando esse início para entender se o profissional precisa de treinamentos específicos para um melhor desempenho de sua função.
  • Na Avaliação de Desempenho: através da análise individual, por área e/ou da empresa como um todo. Com o objetivo de identificar se os resultados inferiores apresentados podem ser aprimorados através de treinamentos. Além de identificar para quais grupos devem se destinar.
  • Na criação de Planos de Carreira: entendendo, por exemplo, quais as competências que os profissionais devem apresentar para alcançar posições maiores na estrutura. E avaliar como a empresa pode auxiliar nesse desenvolvimento.
  • Planejamento de sucessão: auxiliando a identificar quais as competências que o profissional ainda precisa desenvolver para estar apto para a nova função.
Gessica Dorneles

Gessica Dorneles

Graduada em Psicologia pela UFMG, Coach pela Academia do Psicólogo e Headhunter especializada no segmento jurídico.

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Posts anteriores

O que é Ergonomia?

O termo “ergonomia”, de aparecimento constante em âmbito laboral, principalmente em tempos de trabalho remoto, deriva das palavras gregas ergon, que significa trabalho e nomos,

Assine a nossa newsletter