PDI – Plano de Desenvolvimento Individual

PDI – Plano de Desenvolvimento Individual é uma ferramenta de gestão utilizada para impulsionar o desempenho e aprimorar o conhecimento, que consegue conciliar as expectativas e interesses da empresa e dos profissionais. O Plano de Desenvolvimento Individual define de forma detalhada e personalizada qual é o caminho e a melhor estratégia para alcançar bons resultados no desempenho.

O PDI deve ser atrelado a um objeto específico, que pode ser uma movimentação na carreira ou até mesmo um projeto pessoal. Em caso de estar relacionado à carreira, deve haver um alinhamento com o gestor, para que esteja claro para o profissional o que é esperado para a posição almejada.

Você já se perguntou como fazer para ter uma progressão de carreira? O PDI é o começo para você se preparar para novos desafios. O PDI é uma forma de estruturar as ações que serão necessárias para que você desenvolva novas competências, melhorar o desempenho e alcançar maiores desafios, fazendo com que você saia do ponto onde está e chegue onde gostaria de estar. Por ser um documento com ações definidas e prazos estipulados, o PDI contribui para o foco e organização.

O PDI também ajuda os Líderes a terem uma atuação mais estratégica no desenvolvimento da sua equipe, pois maximiza a capacidade de realização e promove a cultura de alta performance. Dessa forma, os profissionais se preparam para atenderà as expectativas imediatas e, também, para assumir desafios futuros.

Não há PDI certo ou errado, ele dever ser adequado às necessidades de desenvolvimento de cada profissional. Para elabora-lo é importante se dedicar a cada etapa e o objetivo de cada uma, conforme demonstrado abaixo:

  1. Alinhamento: Análise do cenário atual e onde você deseja chegar. Nessa etapa, utilizar ferramentas que possibilitam o autoconhecimento podem ajudar.
  2. Definição dos Objetivos: Identificar as competências técnicas e comportamentais que são importantes para a posição que deseja alcançar e entender quais são os aspectos que precisam ser trabalhados.
  3. Definição das Estratégias: Definir um foco principal e quais serão as ações que farão o profissional se desenvolver melhor. Essas ações dependerão da competência escolhida e poderão ser formais ou não formais:
  • 3.1. Ações de desenvolvimento formais: estruturadas através de conteúdos que envolvem metodologias didáticas, instrutores ou                   orientadores, material bibliográfico e uma agenda de trabalhos ou aulas. Exemplos: cursos, ciclo de palestras, seminários, etc.
  • 3.2 Ações de desenvolvimento não formais: estruturadas através de atuações no próprio trabalho (on the job) ou de situações ligadas à atuação do profissional. Exemplos: participação em diferentes projetos, coordenação de atividades, ensinar profissionais menos experientes, grupo de estudos, etc.
  1. Estabelecimento de prazos e custos: Definir o prazo para concluir cada ação ajuda a manter o foco e acompanhar a evolução do PDI.
  2. Acompanhamento: A responsabilidade do cumprimento das metas estabelecidas no PDI é do profissional, mas é importante que o gestor valide as informações, direcione e acompanhe a evolução através de rodadas de feedback.

É importante ressaltar que ao final desses 5 estágios, não se deve preocupar apenas se o PDI foi cumprido ou não. É importante, também, refletir sobre todo o aprendizado e como essa experiência aconteceu. Qual foi o resultado atingido? A estratégia funcionou ou não? Se não, o problema foi a definição das competências ou das ações?

Para a carreira do profissional, o PDI é um método poderoso tanto para as pessoas como para a organização. Implementar o PDI nas empresas gera vantagens, como:

– Aumenta o engajamento

– Melhora a comunicação

– Possibilita uma aproximação entre gestor e profissional

– Estimula um clima mais saudável

– Aumenta a produtividade e promove o cumprimento de metas

– Diminui o turnover

Agora que você já entendeu o que é PDI e quais os inúmeros benefícios que ele pode trazer, é hora de colocar em prática!

Karine Duarte

Karine Duarte

Graduada em Administração de Empresas pela Funorte de Montes Claros, com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas e Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching. Headhunter especializada no segmento jurídico.

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Posts anteriores

Entrevista de Desligamento

Entrevista de Desligamento

A entrevista de desligamento é vista muitas vezes como uma situação inoportuna e desagradável. Porém, o momento da saída do profissional de uma empresa, quando

Assine a nossa newsletter